Detran e Ibametro lançam sistema inovador para fiscalização de tacógrafo

Detran e Ibametro lançam sistema inovador para fiscalização de tacógrafo

Compartilhar

Nesta quarta-feira (11), às 10h, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) lançam o Sistema de Gestão Inovador, em nível nacional, que possibilita a intensificação da fiscalização do cronotacógrafo. O evento será realizado no auditório do Detran-BA, no bairro de Pernambués, em Salvador.

O Código de Trânsito Brasileiro determina o uso obrigatório do cronotacógrafo para os veículos que fazem transporte escolar, transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga com peso brutal total superior a 4,536 kg. Do total dos 140 mil veículos enquadrados, 60% trafegam de modo irregular, descumprindo a legislação e colocando vidas em risco.

A expectativa, com o novo procedimento mais rigoroso, é abranger 100% da frota circulante na Bahia, impactando na intimidação de condutores irregulares e na redução de acidentes. O Brasil registra cerca de 47 mil mortes no trânsito por ano, sendo que 400 mil pessoas ficam com algum tipo de sequela.

A solução criada pela parceria entre Ibametro e Detran-BA resultou no desenvolvimento de software que permite o trânsito de informações entre a base de dados do Inmetro (relativo à fiscalização do cronotacógrafo) e a base de dados do Detran, possibilitando identificar veículos irregulares para imediata regularização. Apenas os veículos regulares poderão ter acesso ao Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

“O instrumento de medição funciona como uma espécie de caixa preta para o esclarecimento das causas de acidentes com veículos de grande porte, a exemplo de carretas e ônibus de transporte escolar. Isso porque o cronotacógrafo registra a velocidade, o tempo e a distância percorrida pelo automóvel durante o deslocamento, sendo uma peça fundamental na investigação”, explica o diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal.

Com a implantação da nova metodologia, não será mais possível a realização do licenciamento anual dos veículos da frota afetada. Os Postos de Selagem e Ensaios de Cronotacógrafo, credenciados junto ao Inmetro, passam a enviar ao Detran-BA informação sobre os certificados emitidos para fins de liberação do CRLV. Assim, o licenciamento anual dos veículos da frota afetada passa a ser mais rigoroso e preciso.